back

.

.

.

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Missoni está com tudo!

MISSONI


Para quem entende e gosta de moda, uma peça MISSONI é facilmente identificável, principalmente por sua incrível mistura de cores e tramas. Tudo que é feito pela grife italiana é inspirado no lifestyle dos que carregam esse sobrenome. Roupas espirituosas, coloridas, confortáveis e alegres. A marca representa um estilo de vida que vende com mais força o produto, além de ser sofisticada, original e luxuosa.

A história

Tudo começou em 1948, na cidade de Londres, durante os Jogos Olímpicos quando Rosita, uma jovem nascida no seio de uma família de fabricantes de tecidos, conheceu Ottavio Missoni (chamado pelos amigos de “Tai”), atleta da equipe italiana de atletismo na modalidade 400 metros com barreira e que fabricava os uniformes esportivos. Casaram cinco anos depois e iniciaram um negócio na área da tecelagem em 1953, na pequena cidade de Gallarate, região da Lombardia, quando começaram a produzir malhas de tricôs coloridos e vendê-las para diversas marcas.
Em 1958 a pequena malharia apresentou sua primeira coleção na cidade de Milão e, em 1960, seus vestidos começaram a aparecer nas revistas de moda. Porém, um vestido de tricô colorido com jeitão hippie, que virou produto de luxo no fim dos anos 60, começaria a mudar a história da pequena empresa italiana. Foi quando ela começou a produzir os trajes relativamente simples com estampas inspiradas na “op art” (abreviação em inglês para arte óptica) e em desenhos africanos. Desse momento em diante, a marca começaria a deixar de ser uma pequena grife para se tornar um ícone da moda usada por astros como Tom Hanks e Drew Barrymore e modelos como Kate Moss e Gisele Bündchen.

Em 1967 a dupla mostrou suas criações em Florença e Paris e dois anos depois em Nova York. Em 1970, a MISSONI inaugurou seu primeiro ponto de venda dentro da luxuosa loja de departamento Bloomingdale’s em Nova York. As coordenações criativas de cores, a qualidade dos fios e as tramas de qualidade vendiam tanto que, na década de 70, o casal finalmente resolveu vender suas peças sob sua própria marca, surgindo assim a MISSONI. Rapidamente, passaram a produzir as suas próprias coleções (suéteres, costumes, jaquetas, casacos e vestidos), distinguindo-se pela utilização de cores vivas e pela complexidade dos seus padrões. Antes considerada uma espécie de artigo “menor de moda”, pelas mãos da dupla as malhas ganharam status de artigo de primeira linha.

Ano após ano a marca foi conquistando uma clientela fiel, críticos de moda e milhões de fãs. Em 1976, as primeiras lojas foram inauguradas em Milão e Nova York. A década de 80 teve início com a apresentação do primeiro perfume da grife. Em 1981, a MISSONI iniciou a produção de estamparia e tecidos para decoração, inaugurando assim a divisão conhecida hoje como MISSONI HOME. A diversificação de produtos ganhou força na década de 90, quando, em 1998, a empresa lançou no mercado a M MISSONI, uma linha de produtos com preços mais acessíveis e direcionados para um público mais jovem. Foi a partir desta época, sob o comando da terceira geração da família, que a empresa cresceu em torno de peças coloridas e com acabamentos diferenciados para a moda prêt-à-porter, acessórios, itens para casa e as linhas de maquiagem.
Com a chegada do novo milênio, a MISSONI acelerou sua expansão internacional com a inauguração de lojas em Madrid, Londres, Dubai, Zurique, entre outras cidades cosmopolitas do mundo. Em novembro de 2009, a MISSONI que já estava presente nas butiques paulistanas Daslu e NK Store, irá ainaugurar sua primeira flagship (loja com todos os itens das linhas masculina e feminina e com a linha casa, composta por artigos de cama, mesa e banho, com exceção de móveis e tecidos de decoração) no Brasil. Na loja de 164 metros quadrados, localizada no shopping Iguatemi, em São Paulo, os fãs da grife italiana poderão encontrar quase todos os produtos, mas com um preço salgado: uma saída de praia custa R$ 2.700 e vestidos de noite não saem por menos de R$ 12.000.

Mesmo após mais de meia década de existência, a MISSONI se manteve um negócio familiar na Itália, com Vittorio Missoni na direção e Ângela Missoni e Luca Missoni cuidando, respectivamente, das coleções femininas e masculinas. Mas uma de suas maiores expoentes, com certeza, é Margherita Missoni, a jovem herdeira do império e uma das principais referências de estilo da juventude atual, ou seja, uma verdadeira it-girl.







Fonte: Mundo das Marcas






Nenhum comentário: